05/03/2017

de onde eu vim!!!!

Olá caros leitores
Eu sou a fran oliveira, nasci no Ceará no dia 02/03
Eu resolvi escrever sobre me depois de ter tentado escrever
Sobre vários outros assuntos que não deram certo então pensei porque não escrever sobre algo ou alguém que eu conheço bem demais aí decidir escrever sobre mim.

Me perdoem se a minha história não for tão interessante quanto eu acho, porém eu acho que existem mas mulheres passando pelo que eu passei ou até mesmo pelo que eu estou pensando em

Vou começar pelo início
Eu tinha uma família normal como todas crianças merecem ter quando eu tinha oito anos aconteceu algo que mudou a minha história, depois de muitas brigas o meu pai nos abandonou, foi embora de casa deixando pra trás a minha mãe com quatro crianças, sendo que uma mulher sem formação acadêmica com uma educação modelo antigo onde a mulher tinha que servi ao marido e esquecer da vida, não tinha casa própria e teve que trabalhar sozinha pra sustentar quatro filhos pagando aluguel e sem ajuda alguma quase todos os meses nos mudavam de casa e sempre indo pra uma pior por causa do valor e com isso eu e os meus irmãos perdíamos o aonde estudos em um ano e meio eu morei em mais ou menos umas cinco cidades diferentes sem falar nas casinhas diferente se é que pode chamar de casa já que várias vezes morávamos em um único cômodo por causa dessa situação as crianças todas começou trabalhar pra ajudar nas despesas de casa, ainda lembro o meu primeiro salário 30,00 por mês e ficamos assim durante dois anos e meio, como a minha mãe era evangélica tinha medo das pessoas falarem mal dela (de chamar ela de rapariga) e por isso segundo ela resolveu se casar novamente,
 Foi aí que começou um pesadelo na minha vida eu tinha 11 anos e o marido da minha mãe começou me aceitar
E sempre piorava eu não tinha com quem conversar a minha mãe nunca me deu a liberdade de ter um relacionamento com ela e quase nunca estava em casa como sempre trabalhando aquilo parecia um inferno
E eu de uma garota tímida e calada passei a ser também deprimida e só tinha Deus pra me ajudar apenas com ele eu desabafava era o meu único amigo e foi ele quem me deu força pra reagir pois se eu não tivesse tomado uma atitude eu teria sido violentada eu comecei a me defender e com isso virei uma pessoa muito agressiva e desconfiada de tudo e de todos eu até cheguei a falar pra minha mãe mas ela não acreditou em me, o tempo foi passando e como o meu padrasto viu que não iria conseguir o que ele queria
Comesçou me insultar e falar coisas orrendas sobre me a minha mãe desconfiava de me porquê a minha irmã fez algumas coisas erradas ele aproveitava isso pra piorar a situação,
 Ainda lembro o dia que ele falou assim pra minha mãe "você vai ver essa menina que se acha santa só está esperando com dezoito anos vai virar puta " e eu sempre pensava Jesus vai me guarda como fez até hoje é a minha vida vai ser melhor um dia!
Completei a maior idade nunca precisei fazer algo errado porque eu tinha a esperança que Deus tinha algo melhor pramim, a minha mãe veio pra SP e me deixou com o meu irmão o certo seria eu ter ficado lá estava empregada, porém minha mãe me orientava que moça que mora sozinho e vagabunda e eu seguia tudo que ela mandava como se fosse Sega ou algo assim, e o meu irmão casou com uma mulher que eu não tinha amizade e ficou muito complicado continuar com eles, então vin pra SP encontrar minha mãe eu tinha 20 anos foi em 2006 e em 2007 conheci o valdo eu não me apaixonei se é o que todos irão pensar eu nunca se apaixonava por ninguém eu queria casar com alguém que me respeitasse e que pudesse me proporciona uma vida digna e instável que eu nunca havia tido outro ponto que eu não deixava passar era uma casa própria o cara tinha que ter eu não queria passar pelo que a minha mãe passou, e o valdo se encaixava exatamente no perfil então comessei namorar ele é em três meses namoramos noivamos  E nós cansamos




Continua...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

não saia sem comentar, sera uma honra ler o que pença arespeito deste blog!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

que encontrar?